SWOT pessoal: conheça a si mesmo para evoluir profissionalmente

14/06/2021 | Santander Universidades

Em um mercado de trabalho em constante mudança como o atual, você não só deve conhecer todas as novidades do seu setor, também precisa estar alerta caso novas oportunidades se apresentem em outros âmbitos. Se você quer uma melhoria profissional, é aconselhável que conheça a si mesmo para saber como dar o seu melhor. Para isso, uma das melhores ferramentas é uma análise SWOT pessoal. 

A análise SWOT (do inglês: “Strengths, Weaknesses, Opportunities, Threads”) vem do mundo da estratégia empresarial e tem como objetivo conhecer as fraquezas, as ameaças, os pontos fortes e as oportunidades de um negócio ou setor, mas ela também pode ser aplicada no âmbito pessoal.

A análise SWOT pessoal

Como seu próprio nome indica, você pode levar a análise SWOT ao âmbito pessoal e, especificamente, para as suas características enquanto como funcionário. O objetivo final é corrigir suas deficiências e potencializar suas habilidades para conseguir superar a si mesmo no terreno profissional e alcançar suas metas de trabalho ou executar um projeto específico.

Para realizar este método de autoconhecimento, você só precisa de papel e caneta (ou um processador de textos ou outro programa semelhante que permita fazer anotações) além de sinceridade na análise.

Como realizar uma análise SWOT pessoal

A análise SWOT pessoal estuda as fraquezas e pontos fortes (fatores internos) e as ameaças e as oportunidades (fatores externos):

 

Fraquezas

Busque encontrar o que lhe falta (pode ser uma atitude, uma habilidade, um conhecimento, etc.), o que você não gosta ou não é bom, para tentar melhorar. Você deve fazer perguntas como as seguintes:

  • Eu detectei hábitos ruins no exercício da minha profissão ou me comentaram algo a respeito?
  • Alguém, seja colegas ou chefes, me falou sobre minhas fraquezas profissionais
  • Quais tarefas postergo porque não gosto delas, acho entediantes ou não sou bom
  • Há traços da minha personalidade que afetam o bom desenvolvimento do meu trabalho?
  • Em que posso melhorar: atitudes, habilidades, conhecimentos, etc.?
  •  

Ameaças

Como fator externo, não dependem de você e você não pode controlá-las. Ainda assim, você pode se adaptar e estar preparado para possíveis ameaças. 

As ameaças podem ser muito diversas e costumam afetar por igual toda a profissão ou mesmo toda a economia. Pode ser uma pandemia como a que estamos vivendo, uma crise econômica global ou uma crise do setor no qual trabalha, por exemplo.

Você deve se fazer algumas perguntas gerais e outras mais específicas sobre o seu setor:

  • Existe a possibilidade de que aconteça uma crise econômica?
  • Que fatores externos limitam meu desenvolvimento profissional?
  • Estão ocorrendo mudanças no meu setor?
  • Como são os profissionais com quem concorro? Quais são seus pontos fortes?
  •  

Pontos Fortes

Não só é importante conhecer seus pontos fortes, mas você também deve saber transmiti-los, comunicá-los, valorizá-los. Eles se baseiam em todas as suas experiências: sua formação acadêmica, seus sucessos profissionais, etc. Mas também suas conquistas pessoais ou o que você aprendeu ao longo da vida. Pense, então, em experiências externas ao mundo profissional que lhe ajudaram a enfrentar dificuldades em seu trabalho.

É fundamental ressaltar neste ponto aquilo que diferencia você dos seus concorrentes. A diferenciação ou especialização pode ser sua melhor aliada em seu desenvolvimento profissional. Faça-se perguntas como as seguintes:

  • No que sou bom?
  • Quais tarefas mais gosto?
  • Em quais habilidades me destaco em relação a meus concorrentes?
  • Tenho algum talento inato? Como eu poderia potencializá-lo?
  • Conto com vantagens comparativas como cursos, habilidades, contatos ou experiências valiosas?
  •  

Oportunidades

Assim como ocorre com as ameaças, são fatores externos que escapam ao seu controle. Mais uma vez, procure detectá-las e se adaptar a elas o mais rápido possível. Você deve acompanhar atentamente as tendências do mercado e da sua profissão: mudanças tecnológicas, assistência do Estado ou de instituições ou movimentos empresariais do seu setor.

Algumas perguntas que você pode se fazer são:

  • Eu tenho uma boa rede de contatos? Eu uso ela a meu favor?
  • Existe algum nicho de mercado pouco conhecido que ofereça boas oportunidades
  • Como posso usar a tecnologia para desenvolver minha carreira ou melhorar a produtividade da minha empresa?
  • Qual parte da minha profissão tem mais futuro?
  • Posso ter acesso a auxílios ou bolsas oferecidas por alguma instituição?

Alguns conselhos para realizar a análise

Como se vê, a análise SWOT não é complicada de realizar e qualquer profissional pode fazê-la. Aqui vão alguns conselhos práticos para que você a aproveite ao máximo:

  1. Ponha em prática a técnica de brainstorming: não censure seus pensamentos e anote tudo que passar pela sua cabeça.
  2. Você pode pedir ajuda a colegas, amigos ou familiares. Eles terão um ponto de vista diferente e poderão detectar elementos que passem despercebidos para você.
  3. Use uma matriz para ver a análise em seu conjunto.
  4. Deixe passar alguns dias e torne a avaliar sua análise para reajustar as conclusões se for necessário.

     

Usos do SWOT pessoal

Uma análise SWOT pessoal pode ter diferentes usos:

    Em processos de seleção. Ela pode ser usada tanto pelo recrutador quanto pelo candidato. O entrevistador pode detectar os pontos fortes dos entrevistados que mais interessam à empresa e escolher o candidato ideal. Por outro lado, se você participar de uma entrevista de trabalho, a análise SWOT lhe ajudará a destacar suas melhores qualidades e enfrentar com sucesso as perguntas difíceis.

    Para definir objetivos profissionais. Pode ser um objetivo de longo prazo, como saber a que profissão você pode se dedicar, ou de médio prazo, como objetivos marcados pela sua empresa ou um projeto pessoal. Neste último caso, se você for um empreendedor, isso vai lhe ajudar a avaliar a possibilidade de êxito do negócio e sua implantação com uma direção clara e definida. Neste sentido, está muito relacionado a um conceito japonês chamado “ikigai”, que trata de determinar o valor de uma pessoa na vida e como conseguir a satisfação pessoal. 

    Melhorar sua carreira profissional. Você vai conseguir saber se suas habilidades, aptidões e atitudes estão sendo avaliadas corretamente pela empresa e poderá pensar se é hora de subir de nível, experimentar novos desafios e projetos ou de buscar uma mudança e se reinventar profissionalmente.

    Criar uma imagem de marca pessoal. Este conceito tem se mostrado essencial nos últimos tempos, sobretudo entre profissionais freelance. A análise SWOT vai ajudar a saber quais aspectos podem diferenciar você da concorrência. 

que-es-un-bootcamp

O resultado

É preciso esclarecer que não há resultados bons ou ruins na análise SWOT pessoal. O importante é ser sincero e agir de acordo com os resultados. Isto se consegue com o processo chamado CAME:

  • Corrigir as fraquezas
  • Atacar as ameaças
  • Melhorar os pontos fortes
  • Explorar as oportunidades
  •  

A análise SWOT pessoal será muito útil para identificar aquilo em que você se destaca e para onde quer direcionar sua trajetória profissional. Para ajudar estudantes e profissionais de qualquer idade a avançar neste caminho, o Banco Santander promove várias convocatórias de bolsas em diferentes áreas: tecnologia, idiomas, habilidades, liderança, etc. 

O objetivo principal das Bolsas Santander é proporcionar oportunidades de formação para aqueles interessados em melhorar sua empregabilidade, aumentar sua capacitação ou redirecionar suas carreiras profissionais. Para realizar este objetivo, o Banco Santander aposta no  lifelong learning ou aprendizado contínuo, na reciclagem profissional ou reskilling e na capacitação adicional ou upskilling, três conceitos chave para impulsionar a empregabilidade através da aquisição de novos conhecimentos e da formação nas habilidades transversais mais demandadas pelas empresas.


Se você quer alavancar sua carreira profissional ou redirecioná-la através da formação, consulte o portal das Bolsas Santander e escolha a opção que melhor se adapta a você e a seus objetivos. Aproveite a oportunidade!

Ver mais posts interessantes...