“Temas como IA e Machine Learning já são cruciais na diferenciação das empresas e para a otimização de seus processos operacionais e recursos”. ̶ Daniel García Fernández

08/12/2021 | Daniel García

A transformação digital exige a atualização constante de conhecimentos específicos e multidisciplinares, a capacidade de questionar permanentemente o modelo de uma organização e implementar internamente mudanças desafiadores, assim como uma visão holística e global do contexto empresarial, tecnológico e socioeconômico; um contexto que, além disso, avança a um ritmo vertiginoso.

Daniel García, economista e graduado em Administração Internacional, exerce atualmente o cargo de Iberia Master Trainer no setor de varejo, sobretudo para a Microsoft, via beonit. Trata-se de uma responsabilidade que ele conseguiu acessar graças à qualificação obtida mediante uma das Bolsas Santander, em colaboração com o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), instituição global de referência comprometida com o desenvolvimento de líderes inovadores equipados para abordar problemas complexos a nível mundial.

Neste cenário complexo e dinâmico, as competências de um perfil profissional como o dele são cruciais para guiar qualquer organização no processo de integração das novas tecnologias digitais, de tal modo que ela possa ser competitiva oferecendo valor a seus clientes e respondendo a suas demandas no curto e longo prazo. Nesta entrevista, Daniel compartilha conosco sua trajetória: um caminho que nunca pensou que poderia percorrer até aqui e que continua se abrindo a excelentes perspectivas de futuro.

Com 23 anos, você percorreu uma trajetória admirável. Qual foi a motivação que explica isso?

Desde que tinha 10 anos, a economia sempre esteve presente na minha vida devido ao fato que a crise de 2008 afetou gravemente minha família. Esta experiência foi o que me levou a me formar em Economia e Administração Internacional. Na verdade, pude estudar na Universidade de Alcalá, uma universidade pública, graças às bolsas que o Ministério da Educação me concedeu pelo plus de excelência acadêmica.

Daniel Garcia Daniel Garcia, economista formado em Negócios Internacionais

Atualmente você trabalha para a Microsoft: quais são as suas responsabilidades? 

O propósito do meu trabalho é trazer as melhores soluções atualizadas e atender a necessidade de informação dos consumidores, vendedores de produtos e serviços tecnológicos. Por isso, eu me dedico à criação e gestão de eventos e redes sociais para Microsoft Iberia como Master Trainer & Evangelism Lead. 

Coordeno uma equipe de três formadores y atuo como elo de ligação com equipes de treinamento internacional e pessoal interno da Microsoft como Category Channel. Traduzindo ao dia a dia, realizo o planejamento e prospecção de treinamentos em varejistas, fabricantes e ouros tipos de clientes; estabeleço relações com os partners e organizo a comunicação e eventos com os principais departamentos da Microsoft: marketing, vendas, trade etc. 

Por que você decidiu ampliar sua formação?

Hoje em dia, sobretudo em determinados setores, ter cursado uma carreira universitária não basta para conseguir a diferenciação exigida pelo mercado de trabalho, nem capacita para poder oferecer a solução ótima a um cliente; uma solução mensurável e, se possível, baseada em metodologias Ágil e objetivos SMART

Daniel García Ferramentas de trabalho de Daniel García

Você considera que estudar em uma universidade como o MIT proporcionou os conhecimentos necessários para fazer a diferença no mundo empresarial?

Nunca havia passado pela minha cabeça que eu pudesse estudar em uma das universidades mais prestigiadas do mundo, porque o valor dos cursos é muito alto e o acesso não é fácil. Sem dúvida, foi o complemento perfeito para a minha formação universitária. Isso me demonstrou que, com força de vontade, esperança e esforço, posso conseguir o que almejo.

Esta formação me permitiu adquirir e aprofundar os conhecimentos adequados de uma nova área pela qual sempre tive interesse, e tornou possível entrar de maneira mais profissional no setor de tecnologia e aproveitar todo meu potencial.  

Por outro lado, pude criar grupos de trabalho sobre temas tão interessantes como as implicações da transformação digital e cenários de futuro como o metaverso. Neste sentido, não só me preparei para entrar na equipe de duas das quatro Big Four e poder oferecer soluções à beonit, a empresa para a qual trabalho atualmente e que presta serviços a uma companhia como a Microsoft, mas também, agora, as empresas têm consciência que, por ter concluído esta formação, isso significa que estou capacitado para trazer a eles valor desde o primeiro momento em áreas tão diversas como Departamento de Inovação, Business Intelligence, design de produtos etc. 

Em que aspectos esta experiência foi relevante para exercer suas atribuições?

Ter tido o privilégio de ter estudado com os principais especialistas e palestrantes em transformação digital de empresas públicas e privadas traz uma base teórica e prática que se traduz em uma melhoria de resultados na companhia para a qual você trabalha. Temas como a inteligência artificial (IA) y Machine Learning já á são cruciais na diferenciação das empresas e para a otimização de seus processos operacionais e recursos, otimizações estas que podem se reverter em inovação para abordar novos cenários. 

Sinceramente, sem esta formação eu não teria conseguido pleitear tão rapidamente um cargo como este em um projeto de tal magnitude. O fato de compartilhar o curso com profissionais de diferentes ramos e países me permitiu aprender com eles e aplicar tecnologias ou metodologias que estão sendo utilizadas por empresas como PwC, SAS ou Deloitte no meu trabalho do dia a dia. Além disso, você aprende a ver o mundo de outra maneira, a ter um enfoque mais prático, a questionar teorias e procedimentos em prol da inovação e da melhoria de cada pessoa.

E agora, quais são seus planos para o futuro?

Gostaria de entrar no mundo da consultoria estratégica para ajudar os clientes a obter o máximo de retorno sobre investimento (ROI). No fim das contas, por formação e vocação, sou consultor. Também quero iniciar um MBA e doutorado em Economia.

Por isso, potencializar as competências profissionais inatas e aprimorar as que não se tem por meio da formação será crucial para amplias as suas possibilidades de atingir seus objetivos profissionais. Para que você possa desenvolver suas habilidades profissionais, o Banco Santander, como parte de sua contribuição para a sociedade, impulsiona as Bolsas Santander, com as quais oferece a oportunidade de formação junto a instituições prestigiadas.

Para alcançar este objetivo, aposte na reciclagem profissional e na formação adicional, conceitos chave para acelerar o seu crescimento profissional através do lifelong learning ou aprendizagem contínua em matérias de ponta, como tecnologia, idiomas, estudos, pesquisa, soft skills, práticas e liderança feminina.

Se você quiser ter acesso aos inúmeros programas de capacitação com os quais pode melhorar a sua competitividade profissional, consulte o portal de Bolsas Santander e desenvolva as habilidades que seu currículo precisa para se destacar e alcançar seus objetivos profissionais. É a sua oportunidade!

Daniel García

Daniel Garcia, Iberia Master Trainer na Microsoft

Más posts interesantes que leer...