“Pude refletir sobre o futuro do emprego e a importância de uma preparação constante e de um pensamento ágil”. - Karla Mercado

26/07/2021 | Karla Mercado

Formada em Administração Internacional pelo Tecnológico de Monterrey, Cidade do México, Karla Mercado Garduño trabalhou em diversos setores de atividade: da indústria de consumo ou varejo até bancos. No entanto, depois de se conscientizar do papel que a inovação e a tecnologia desempenham atualmente, ela decidiu focar a sua carreira profissional no setor de tecnologia.

Para Karla, a inovação e a tecnologia são um binómio que já não se configura como um desafio do amanhã, mas sim do presente, e que exige que as novas gerações se preparem sem demora nestas áreas. Só assim será possível enfrentar situações globais urgentes com eficiência, como aconteceu com a crise sanitária devido à pandemia da covid-19, que exigem ações imediatas através das novas tecnologias e de uma atitude de gestão de mudanças.

“Algo que tenho certeza é que esta geração não será definida pelo que perdemos devido a esse vírus, mas por como respondemos e como nos adaptamos”.

Karla Mercado

No caso dela, esta adaptação ao novo contexto veio pelas mãos do Banco Santander, em colaboração com a Esade, instituição líder nos rankings mais prestigiados do mundo em Desenvolvimento Profissional. Especificamente, por uma convocatória das Bolsas de Santander, à qual Karla se candidatou para prosseguir com a sua capacitação em soft skills, necessárias para melhorar a empregabilidade num ambiente de trabalho marcado pela transformação digital e pela busca por novas competências transversais.

 

“Um dos motivos que me encorajaram a me candidatar a esta bolsa foi, sem dúvida, a nova realidade que tive de enfrentar junto com milhões de estudantes, que tivemos que concluir nossos estudos profissionais durante uma pandemia”.

Karla Mercado

Assim, para um recém-graduado como Karla, é muitas vezes intimidador dar o grande passo para o “mundo real”, e isso sem levar em conta as dificuldades envolvidas em se concluir os estudos num ambiente de caos e de portas fechadas, onde as oportunidades de trabalho se reduziram drasticamente. 

Uma nova visão de futuro

A crise sanitária realmente atingiu uma grande parte das empresas, que ficaram paralisadas. Muitas tiveram que mudar de rumo ou simplesmente pararam suas atividades por completo, em parte por não estarem preparadas e por não terem planos de investimentos em soluções tecnológicas. Neste sentido, segundo dados do Banco Mundial, em um quarto das empresas, as receitas caíram 50% durante a pandemia, mas apenas 34% aumentaram o seu orçamento para incrementar a sua presença na internet e nas redes sociais. 

Todo esse conjunto de condições afetou o ecossistema de empreendedorismo a curto e médio prazo, gerando incerteza e desânimo no setor produtivo. Mas longe de se resignar às circunstâncias, esta situação levou Karla a refletir sobre inúmeros aspectos, inclusive a importância de uma preparação constante e de um pensamento ágil, ou seja, de dispor da capacidade de resolver problemas em ambientes em constante mudança e de agir rapidamente.

“Pude refletir sobre o futuro do emprego e sobre como as competências exigidas pelos empregadores terão uma nova abordagem em relação à inovação e à tecnologia na sequência desta pandemia”.

Karla Mercado

Do mesmo modo, Karla também concluiu que as soft skills, como a resolução de problemas, a liderança e a comunicação eficaz, nunca foram tão valorizadas como nesta era digital. Por isso, diante desta demanda, ela se deu conta de que é responsabilidade de cada profissional aperfeiçoar estas competências, se quiser triunfar no mundo do trabalho pós-covid. 

 

“Meus chefes e professores destacaram a importância de desenvolver soft skills, até mesmo mais do que as técnicas, pois no final, essas serão as habilidades mais valorizadas pelos empregadores na era pós-covid”.

Karla Mercado

Inovação e tecnologia: o presente do emprego

A inovação e a tecnologia têm sido fundamentais para que as empresas consigam melhores resultados durante esta pandemia. Ficou provado que elas são uma necessidade e uma oportunidade para prosperar na era atual. Como afirma a Deloitte, “a covid-19 acelerou ainda mais o ritmo da mudança e a velocidade da transformação digital, obrigando os retardatários a acelerar o ritmo para se igualar aos líderes digitais”. 

Já dizia Oppenheimer: inovar ou morrer, uma máxima que, como Karla comprovou, também se aplica aos estudantes ou recém-formados se não quiserem ficar para trás, já que as organizações buscam profissionais que possuam uma atitude de transformar desafios em oportunidades e uma mente aberta à adaptação. Foi, de fato, na sequência desta crise que muitas empresas perceberam a necessidade de dispor de uma equipa formada em inovação e tecnologia, capaz de se adaptar de forma rápida e eficaz a ambientes em mudança e de enfrentar novos desafios de forma autônoma, de acordo com o estudo Talent Trends 2020, da Randstad.

A vida, um trem de aprendizagens

Consciente destas novas exigências, Karla se atentou para a importância de desenvolver as suas competências, de ser sempre aprendiz, para responder às novas necessidades e desafios do mercado de trabalho. Por isso, decidiu participar das Bolsas Santander, onde adquiriu novas competências transversais, conseguiu conhecer melhor a si mesma e compreender o que não funcionava na sua rotina diária. 

“Com a metodologia ‘learning by doing’ das bolsas, pude aplicar o conhecimento imediatamente na minha carreira profissional e num contexto de trabalho. Além disso, ela me permitiu conhecer novas formas de organização e produtividade que pude aplicar para acabar com esses dois problemas e tornar mais amenas as longas horas de trabalho e estudo atrás de um computador”.

Karla Mercado

Isto permitiu a introdução de mudanças para ser mais produtivo, saber se autogerenciar, compreender o tipo de líder que se pretende ser e poder compartilhar estes conhecimentos com a sua equipa de trabalho.

“Percebi que isso é fundamental para poder influenciar e gerar essa motivação que faz parte dos meus objetivos de vida de promover os outros. Foi, sem dúvida, um processo de autoconhecimento sobre os meus sucessos, fracassos e o que realmente significa ser um líder sem nunca esquecer aquilo que dá sentido e impacto à minha vida”.

Karla Mercado

Além disso, Karla conseguiu se conectar com estudantes de todo o mundo, ouvir as suas opiniões, formas de trabalho e organização, o que representou uma contribuição de grande valor para o seu desenvolvimento e crescimento profissional. Especialmente no seu caso, levando em conta sua paixão por idiomas e pela diversidade cultural, ela teve a sorte de realizar três intercâmbios acadêmicos no Canadá, na China e na França. 

“Essa experiência me permitiu conectar com pessoas de diferentes países e perceber que o mundo é, sem dúvida, a melhor sala de aula”.

Karla Mercado

Por tudo isso, Karla agradece ao Banco Santander e à ESADE Business School, que lhe proporcionaram esta oportunidade de desenvolvimento pessoal e profissional, e convida outros estudantes, recém-formados ou profissionais em atividade a participarem na nova iniciativa do Banco Santander e da Esade, a convocatória da Bolsas Santander Skills | Upskill your Talent - Esade, para se capacitar em competências que lhes permitam enfrentar os problemas do mundo pós-covid. 

Neste novo normal, as formas de relacionamento dos profissionais apresentam novos desafios. Desta forma, como resultado da maior presença do trabalho remoto, a comunicação e o trabalho em equipe evoluíram e, hoje mais do que nunca, é imperativo saber estabelecer vínculos, se comunicar de forma eficaz e empática e gerar confiança junto aos outros colegas. Além disso, os problemas de concentração e procrastinação tornaram-se algo comum entre os profissionais, que não estão acostumados com trabalho remoto.

Por isso, reforçar hábitos saudáveis no ambiente de trabalho, conhecer estratégias para otimizar a eficiência e a produtividade ou reforçar o controle sobre o trabalho através da técnica Getting Things Done (GTD) são alguns dos benefícios que as Bolsas Santander Skills | Upskill your Talent - Esade proporcionam.

Trata-se de sete módulos online, com duas semanas de duração, que visam impulsionar a sua trajetória profissional. Dependendo do módulo que você escolher, através da metodologia “learning by doing”, você poderá fortalecer alguma das soft skills mais procuradas no ambiente de trabalho: liderança, criatividade, produtividade pessoal, influência e inteligência emocional, negociação, comunicação ou resolução de problemas complexos e tomada de decisões.



Você tem mais de 18 anos e, como a Karla, quer impulsionar suas oportunidades de desenvolvimento pessoal e profissional para ter maior empregabilidade? Inscreva-se na convocatória das Bolsas Santander Skills | Upskill your Talent - Esade e prepare-se para alcançar o sucesso empresarial num mercado de trabalho cada vez mais competitivo e com empregos automatizados. É a sua oportunidade!

ingles-profesional-1

Karla Mercado Garduño,  formada em Administração Internacional pelo Tecnológico de Monterrey, Cidade do México.

Ver mais posts interessantes...